UNICEF planeia uma “operação gigantesca” para entregar vacinas Covid-19

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está a trabalhar com mais de 350 parceiros logísticos, incluindo grandes companhias aéreas, companhias marítimas e associações de logística de todo o mundo, para entregar vacinas Covid-19 a mais de 92 países, assim que as doses estiverem disponíveis.

Etleva Kadilli, Diretora da Divisão de Abastecimento da UNICEF, destacou esta segunda-feira a importância da parceria para garantir capacidade para o empreendimento massivo.

“Como o trabalho para desenvolver vacinas Covid-19 continua, a UNICEF está a intensificar esforços com companhias aéreas, operadoras de entrega, companhias marítimas e outras associações de logística para entregar vacinas que salvam vidas o mais rápido e seguro possível”, disse Kadilli.

“Esta colaboração inestimável irá percorrer um longo caminho para garantir que haja capacidade de transporte suficiente para esta operação histórica e gigantesca. Precisamos de ação enquanto nos preparamos para entregar as doses da vacina Covid-19, seringas e mais equipamentos de proteção individual para proteger os trabalhadores da linha de frente em todo o mundo”, acrescentou a responsável.

Para dar início aos preparativos, a UNICEF, juntamente com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), informou as principais companhias aéreas globais na semana passada sobre os requisitos de capacidade esperados e discutiu maneiras de transportar cerca de 2 mil milhões de doses de vacina Covid -19 no próximo ano. A isso soma-se um milhar de milhão de seringas que precisam ser transportadas por frete marítimo.

A maior operação do género já realizada

Nas próximas semanas, a UNICEF também vai estar a avaliar a capacidade de transporte existente para identificar lacunas e necessidades futuras.

“Prevê-se que a aquisição, entrega e distribuição de vacinas Covid-19 seja a maior e mais rápida operação já realizada”, acrescentou.

A UNICEF está a liderar esforços para adquirir e entregar vacinas de fabricantes que têm acordos com a COVAX Facility. Em colaboração com a OPAS, a UNICEF coordenará a compra e entrega para 92 economias de rendimento baixo e médio baixo com a maior rapidez e segurança possível.

Os esforços baseiam-se nos esforços de longa data da UNICEF com a indústria de logística para transportar suprimentos em todo o mundo, apesar das restrições relacionadas à pandemia. Desde janeiro, já entregou mais de 190 milhões de dólares em suprimentos Covid-19, como máscaras, aventais, concentradores de oxigénio e kits de teste de diagnóstico para apoiar os países na resposta à pandemia.

Como o maior comprador individual de vacinas do mundo, a UNICEF normalmente adquire mais de 2 mil milhões de doses de vacinas anualmente para imunização de rotina e resposta a surtos para quase 100 países.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Representação Central Ucraniano-Brasileira critica neutralidade do governo do Brasil diante da invasão russa

Representação Central Ucraniano-Brasileira critica neutralidade do governo do Brasil diante da invasão russa

Em declarações à nossa reportagem, Vitorio Sorotiuk, presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira (RCUB), disse ter apelado “oficialmente ao presidente do…
Brasil: Turismo cresceu 12% em relação a 2020 no país

Brasil: Turismo cresceu 12% em relação a 2020 no país

O turismo nacional brasileiro faturou R$ 152,4 mil milhões em 2021, de acordo com levantamento do Conselho de Turismo (CT)…
Revista de Imprensa Lusófona de 02 de março de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 02 de março de 2022

“Sissoco manifesta interesse da Guiné-Bissau para mediar conflito entre a Rússia e Ucrânia” e “Juventude de partidos políticos conjuga sinergias…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin