Medicina, Saúde e Alimentação

Estudo revela que cigarros eletrónicos desencadeiam inflamação no intestino

Apresentado pelos fabricantes como uma alternativa “saudável” aos cigarros tradicionais de nicotina, uma novo estudo revela que os produtos químicos encontrados nos cigarros electrónicos rompem a barreira intestinal provocando uma inflamação que pode levar a outros problemas de saúde.

No estudo, publicado na revista iScience, os investigadores descobriram que o uso de cigarros eletrónicos sem nicotina levou a um “intestino gotejante”, no qual micróbios e outras moléculas vazam dos intestinos, resultando numa inflamação crónica. Esta inflamação pode contribuir para uma variedade de doenças e condições, incluindo doença inflamatória do intestino, demência, certos tipos de cancro, aterosclerose, fibrose hepática, diabetes e artrite.

Os cientistas descobriram que dois produtos químicos usados ​​como base para todos os vapores líquidos dos cigarros electrónicos – propilenoglicol e glicerol vegetal – eram a causa da inflamação.

Pradipta Ghosh, um dos investigadores, disse que o dano ao revestimento intestinal pode ser reversível ao longo do tempo se o fator incitante, neste caso o uso de cigarro electrónico, for eliminado, mas os efeitos da inflamação crónica noutros órgãos, como o coração ou o cérebro, podem ser irreversíveis.

© e-Global Notícias em Português
1 Comentário

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo