Especial COVID-19 | Medicina, Saúde e Alimentação

Investigadores desenvolvem novo teste de olfato para Parkinson, Alzheimer e Covid-19

Um novo teste de olfato desenvolvido por investigadores da Queen Mary University of London, fácil de usar em pacientes com doença de Parkinson, pode ser útil no diagnóstico de Covid-19.

Os testes de cheiro têm o potencial de apoiar o diagnóstico de certas condições neurológicas, incluindo Parkinson e Alzheimer. Infelizmente, estes testes não estão amplamente disponíveis, são caros e demoram muito tempo para serem administrados em ambientes de saúde de rotina. Para resolver o problema, a equipa desenvolveu um novo kit de teste de cheiro que usa cápsulas de óleos aromáticos colocadas entre duas tiras de fita adesiva de um lado.

Para fazer o teste de cheiro, as cápsulas são simplesmente esmagadas entre os dedos e a fita adesiva retirada para liberar o aroma contido nas cápsulas. Com base na capacidade de uma pessoa de reconhecer esses odores, será gerada uma pontuação que pode ser enviada ao médico.

Ahmed Ismail um dos investigadores referiu que “A maioria dos testes de cheiro no mercado depende do uso de itens de papel tratados com um revestimento perfumado chamado “scratch and sniff”, no qual é necessário arranhar um cartão para libertar o odor. O problema dessa abordagem é que a quantidade de odor liberado depende da extensão com que o indivíduo arranha, algo que pode afetar o resultado do teste.”

“O nosso teste de cheiro baseado em cápsulas não tem esse problema porque a quantidade de odor libertado é controlada pela quantidade de óleo precisamente encapsulado. A produção em massa de nosso novo teste também seria mais barata do que um teste de arranhar e cheirar.”

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo