Manter o cérebro ativo pode atrasar a doença de Alzheimer em 5 anos

Manter o cérebro ativo na velhice sempre foi uma ideia inteligente, mas um novo estudo sugere que ler, escrever e jogar cartas ou quebra-cabeças pode atrasar o início da demência de Alzheimer até cinco anos.

“A boa notícia é que nunca é tarde para começar a fazer os tipos de atividades acessíveis e baratas que examinamos no nosso estudo”, disse o autor do estudo, Robert S. Wilson, PhD, do Rush University Medical Center, em Chicago. “As nossas descobertas sugerem que pode ser benéfico começar a fazer essas coisas, mesmo aos 80 anos, para atrasar o início da demência de Alzheimer.”

O estudo foi publicado na edição online de 14 de julho de 2021 da Neurology, a revista médica da American Academy of Neurology.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cientistas encontram micróbios e vírus com 14.400 anos em glaciar no Tibete

Cientistas encontram micróbios e vírus com 14.400 anos em glaciar no Tibete

Os primeiros relatos de micróbios de gelo glaciar apareceram no início do século 20, mas foram amplamente ignorados até a…
Cabo Verde: PAICV quer Orçamento Retificativo para municípios

Cabo Verde: PAICV quer Orçamento Retificativo para municípios

O Grupo Parlamentar do PAICV defende que os recursos provenientes do Orçamento Retificativo para 2021 devem ser canalizados para o…
Moçambique: PCA do INSS vacina-se contra COVID-19 e encoraja funcionários

Moçambique: PCA do INSS vacina-se contra COVID-19 e encoraja funcionários

O Presidente do Conselho de Administração do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), Kabir Fahar Ibrahimo, exortou, hoje, 21 de…
Brasil:  Banco Mundial diz que a pandemia trará efeitos negativos nos próximos nove anos

Brasil: Banco Mundial diz que a pandemia trará efeitos negativos nos próximos nove anos

O Banco Mundial divulgou na terça-feira (20/7), um relatório em que afirma que a crise económica causada pela pandemia deve…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin