Prevê-se que até ao final do século malária e dengue afetem mais de 8 biliões de pessoas

Estima-se que 8,4 biliões de pessoas possam estar sob risco de malária e dengue até o final do século se a transmissão destas doenças continuarem a aumentar aos níveis atuais, de acordo com um novo estudo.

O estudo, publicado no The Lancet Planetary Health, explica que este é o pior cenário e significaria que a população em risco de doença pode aumentar até 4,7 biliões de pessoas adicionais (em relação ao período de 1970-1999), e as temperaturas subam cerca de 3,7 ° C em 2100 em comparação com os níveis pré-industriais.

A equipa de investigadores usou uma série de modelos para medir o impacto potencial das mudanças climáticas na duração da estação de transmissão e na população em risco no final do século 21 em comparação com 100 anos antes. Fizeram as suas previsões com base em diferentes níveis de emissões de gases de efeito estufa, densidade populacional (para representar a urbanização) e altitude.

Para a malária, a modelagem para o pior cenário estimou um total de 8,4 bilhões de pessoas em risco em 2078, ou seja, 89,3% de uma população global estimada de 9,4 biliões. Para a dengue, a modelagem estimou um total de 8,5 biliões de pessoas em risco em 2080, em comparação com uma média de 3,8 bilhões em 1970-1999.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

Timor-Leste: Xanana pede a jovens que deixem as artes marciais

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, apelou aos jovens timorenses residentes no país e na diáspora para deixarem de praticar…
Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

Missão do CCISP intensifica a cooperação entre Portugal e Timor no ensino superior, investigação e ciência

A iniciativa de promoção externa contou com a presença de representantes de onze instituições portuguesas de ensino superior politécnico. A…
Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Nigéria: Dois anos depois, o massacre na Igreja de Owo continua impune, sem ninguém ter sido acusado

Pelo menos 41 cristãos foram mortos num ataque na Igreja de São Francisco de Xavier, em Owo, no sudeste da…
Angola ocupa vice-presidência do Comité de Defesa e Segurança da UA

Angola ocupa vice-presidência do Comité de Defesa e Segurança da UA

Angola assumiu a primeira vice-presidência da Mesa do Comité Técnico Especializado de Defesa, Proteção e Segurança (CTEDPS) da União Africana…