Ciência | Notícia | Vida

Primeiro medicamento oncológico 100% português com resultados de sucesso

Os resultados preliminares dos testes do primeiro medicamento oncológico desenvolvimento inteiramente em Portugal, apresentaram uma elevada taxa de sucesso depois de administrado a 14 doentes do Instituto Português de Oncologia do Porto, com cancro na cabeça e no pescoço.

Trata-se de uma molécula sintética desenvolvida pela Universidade de Coimbra, a redaporfina, administrada na corrente sanguínea, que quando atingida por radiação de infravermelhos (terapia fotodinâmica) consegue destruir as células do tumor sem atingir as células saudáveis. Os testes foram realizados entre 2014 e 2016.

Este é o primeiro medicamento oncológico inteiramente desenvolvido em Portugal e poderá ser uma alternativa às outras terapêuticas como a radioterapia ou a quimioterapia. A empresa Luzitin detém a licença desta molécula desde 2010.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo