Quatro cidades em campanha para receber Jogos Olímpicos 2024

Paris, Roma, Los Angeles e Budapeste candidataram-se para receber os Jogos Olímpicos 2024, o mais importante evento desportivo.

Segundo o Comité Olímpico Internacional (COI), o processo de candidatura encorajou as cidades a apresentarem projetos que coincidam com as suas necessidades desportivas, económicas, sociais e ambientais de longo prazo.

Esta candidatura faz parte da “agenda Olímpica de 2020”, que também insiste no uso de instalações existentes e oferece flexibilidade de locais para responder às necessidades de sustentabilidade das economias locais.

O presidente do COI, Thomas Bach, confirmou os quatro principais candidatos, impressionado com as propostas, e disse que estava ansioso por uma competição fascinante. “Los Angeles, Roma, Budapeste e Paris estão todos a apresentar projetos em plena consonância com a Agenda Olímpica de 2020”, disse.

As candidaturas ao abrigo do novo procedimento são entregues em três fases e o COI irá confirmar, ou não, as cidades que passam os seus critérios em cada fase.

A primeira fase trata da visão global, do conceito e estratégia dos Jogos, que irão ser estudados por grupos de trabalho do COI que irá entregar relatórios em junho de 2016.

A segunda fase trata do governo, questões legais e de financiamento local  e são recebidos a 7 de outubro de 2017.

A terceira fase trata da distribuição dos Jogos, experiência e locais do evento, entregues a 3 de fevereiro de 2017.

A votação para a cidade anfitriã terá lugar no dia 13 de setembro de 2017 em Lima, no Perú.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin