Representação de Portugal em Guadalajara com stand oficial e 11 autores de língua portuguesa

Portugal estará presente na próxima Feira Internacional do Livro de Guadalajara (FIL) 2019, no México, com um stand oficial e uma comitiva que integra 11 autores, que se têm destacado nos domínios da narrativa, da poesia e da ilustração.

No certame, que decorre entre 30 de novembro e 8 de dezembro e que é o maior e o mais importante em língua espanhola, integram a comitiva de autores de língua portuguesa os escritores Afonso Cruz, Alexandra Lucas Coelho, Cláudia R. Sampaio, David Machado, Luís Quintais, Patrícia Portela, Raquel Nobre Guerra e Vasco Gato, o escritor angolano Ondjaki e as ilustradoras Mariana, a Miserável, e Yara Kono. Um conjunto de autores que revela a força e a dinâmica atuais da literatura e da ilustração em língua portuguesa e que procura também representar as novas gerações nestas áreas.

No stand oficial de Portugal – Livraria ao Espelho – estarão à venda 4000 exemplares, de 800 títulos, de diversas áreas da cultura portuguesa, tanto na nossa língua como em língua espanhola. O stand tem a dimensão de 72 m2 e foi projetado pela agência criativa do Turismo de Portugal, I.P., partindo do pressuposto que a criação literária e artística “espelha” a vida e, por isso mesmo, “joga” com o princípio do reflexo.

Durante a FIL, os autores portugueses participarão em diversas iniciativas que integram a programação oficial. Os escritores terão sessões nas “Galas de El Placer de la Lectura”, no “Salón de Poesia”, no “Festival de Letras Europeas”, assim como nos encontros de “Literatura en Lengua Portuguesa”. As ilustradoras participarão nos debates e workshops da VIII FILUSTRA e no “Foro Internacional de Diseño Industrial”.

A programação própria do stand de Portugal incluirá sessões moderadas por estudiosos da literatura portuguesa, tradutores e editores latino-americanos e mexicanos, debates, leituras e a apresentação de obras dos autores presentes, mas também de obras que foram recentemente traduzidas para o mercado da América Latina, como as da escritora Lídia Jorge.

Os escritores Afonso Cruz, Alexandra Lucas Coelho e Patrícia Portela estarão ainda no Leitorado de Cultura Portuguesa, na Universidade de Guadalajara, para divulgar e debater com estudantes, professores e outros interessados pela cultura portuguesa, quer as suas obras, quer as tendências mais recentes da nossa narrativa.

Portugal foi o país convidado de honra da edição de 2018 da FIL: um êxito que se refletiu no número de obras traduzidas e editadas no México e em outros países da América Latina, mas também no interesse crescente dos editores de língua espanhola pelas obras em língua portuguesa.

No quadro da Ação Cultural Externa, as áreas governativas dos Negócios Estrangeiros e da Cultura consideram estratégica a participação em feiras internacionais do livro de referência para o crescimento, promoção e maior internacionalização da cultura portuguesa no mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Oito funcionários do Departamento da Migração de Lilongue e mais dois civis foram, esta quinta-feira (11), detidos por suspeita de…
Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

A InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro, uma das mais destacadas instituições no setor, localizada em Castelo Branco,…
Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

O antigo Primeiro-ministro e líder da APU-PDGB, Nuno Gomes Nabiam, acusou, esta quinta-feira, 11 de Julho, o Presidente da República…
Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Na terça-feira (9) a vila de Macomia, centro de Cabo Delgado, ficou agitada na sequência de uma manifestação da população…