América do Norte | Tecnologia

16% de todos os sites criados em setembro relacionados com as eleições americanas são de cariz malicioso

Um estudo da Check Point Research sugere que 16% de todos os sites criados em setembro relacionados com a corrida à Casa Branca são de cariz malicioso. Este número assinala um aumento de 24% no número de sites sobre este tema, desde meados de agosto.

A empresa refere que à semelhança de qualquer outro evento global significativo, os agentes de cibercrime procurarão gerar danos para seu próprio beneficio e recorda como a fiabilidade das eleições de 2016 foi um grande tópico de discussão.

Neste contexto, os investigadores apontam também alguns dos cenários que consideram ser os principais modos de ataque que marcarão o período das eleições americanas.

No primeiro cenário a Check Point refere a possibilidade de ataques no serviço de correio dos EUA, tendo em conta que os investigadores preveem que aumente o número de votantes a recorrer ao voto via correio. Esta prática que em 2016 contou com 23.6% dos votantes deverá este ano alcançar os 37%. “O serviço postal de voto sendo um sistema digital, é, naturalmente, um potencial alvo de ciberataques” refere a empresa.

A difusão de notícias falsas é outro dos cenários referidos, a par com o ataque ao processo de publicação de resultados. Neste último, os investigadores recordam que em 2014, foi detetado, no âmbito das eleições ucranianas, um malware delineado para alterar o resultado dos votos, no qual a vitória era concedida a Dmytro Yarosh, um candidato ultra-nacionalista, com 37% dos votos, em vez do 1% que correspondia à realidade. Embora o malware tenha sido removido, estes resultados chegaram a ser difundidos por canais de media oficiais.

Por último, os investigadores alertam também para a divulgação de documentos roubados ao candidato adversário. Recorde-se que durante as eleições de 2016 foram divulgados através da WikLeaks, entre outros meios, alguns ficheiros comprometedores relativos à campanha de Hillary Clinton.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo