Cabo Verde | Tecnologia

Cabo Verde seduz fundador da Web Summit

Paddy Cosgrave, fundador da Web Summit afirmou na Praia, Cabo Verde, que há a possibilidade de realizar uma série de conferências tecnológicas que ponham em evidência o trabalho feito pelo país no que diz respeito às energias renováveis.

O reconhecido empreendedor e tecnológico irlandês, fundador da maior feira tecológica do mundo que se realiza anualmente em Lisboa, Portugal, está de momento em Cabo verde a convite do executivo cabo-verdiano, tendo em vista o desenvolvimento do país na área da inovação tecnológica.

Confrontado pelos jornalistas acerca da possibilidade de um evento tecnológico à escala da Web Summit poder ser realizado no país, Paddy Cosgrave não hesitou ao afirmar que uma série de conferências poderiam ter lugar em Cabo-Verde, atendendo à “excelente localização geográfica e ao trabalho de inovação relacionado com o ambiente, especialmente na área das energias renováveis”.

O executivo cabo-verdiano, liderado pelo primeiro ministro Ulisses Correia e Silva, já admitiu os esforços que estão a ser feitos para “transformar Cabo Verde numa plataforma digital”, através da criação Bolsa Cabo Verde Digital, projeto que equaciona a criação de “startups” tecnológicas e que irá apoiar a formação de jovens nas áreas tecnológicas e programas como Kode Verde e Academia do Programa Cabo Verde Digital.

A visita do empreendedor irlandês é recebida com particular interesse, uma vez que as ambições do país no “mundo tecnológico” e “economia verde” são cada vez maiores. As expectativas do governo cabo-verdiano é que até 2050, o país possa atingir os 100% de energia renovável distribuída no país. As principais fontes desta energia limpa provém do vento e do sol.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo