Tecnologia

Hackers russos atacam Apple e exigem resgate de 50 milhões de dólares pelos dados roubados

Um grupo de hackers russo está a tentar extorquir 50 milhões de dólares à Apple após obterem esquemas de vários produtos futuros da empresa tecnológica. O grupo divulgou a prova do roubo de dados na dark web horas antes do evento Spring no início desta semana.

O grupo, chamado de REvil, obteve os dados confidenciais através de um ataque cibernético a um dos fabricantes de MacBooks e outros produtos da Apple. O alvo era uma empresa com sede em Taiwan chamada Quanta, que também confirmou o roubo de dados num relatório da Bloomberg.

Os hackers tentaram primeiro extorquir a empresa Quanta, mas quando esta se recusou a pagar decidiram ir atrás do seu maior cliente, a Apple. O grupo revelou a intenção numa mensagem divulgada num portal da dark web, passando de seguida a postar as imagens roubadas dos produtos da Apple.

O grupo divulgou 21 capturas de tela mostrando esquemas do iMac recém-lançado, que não tinham sido divulgadas antes do lançamento. Além do iMac, as imagens incluem diagramas de fabricação do M1 MacBook Air lançado no ano passado, bem como um computador inédito da Apple. As imagens também exibem avisos nas páginas: “Isto é propriedade da Apple e deve ser devolvido”, o que significa que os esquemas realmente pertencem à Apple.

O grupo de hackers ameaçou publicar novos dados todos os dias até receber o resgate de 50 milhões de dólares da Apple ou da Quanta. O grupo está a tentar obter o resgate até 1 de maio.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo