Tecnologia

Investigadora do Porto desenvolve tecnologia para detetar malária através de um smartphone

Mafalda Falcão, investigadora da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), está a desenvolver uma tecnologia que permite detetar malária através de um smartphone. Esta tecnologia permite fazer um diagnóstico preciso, identificando os parasitas da malária em células microscópicas depois de analisar imagens capturadas por uma lente de alta magnitude incorporada nas câmaras dos smartphones.

Esta nova tecnologia pode garantir um diagnóstico fácil, preciso, e acessível, evitando os designados “falsos diagnósticos”que podem levar à falta de medicação e à consequente morte.

Atualmente, cerca de 90% dos casos confirmados de malária, ou paludismo, tem origem no continente africano.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo