Mianmar bloqueia Facebook e WhatsApp após golpe militar

A junta militar que tomou o poder em Mianmar na segunda feira após um golpe de Estado mandou bloquear a rede social Facebook. Esta medida terá como objetivo conter os apelos à desobediência civil que se têm multiplicado nesta que é a rede social mais popular na antiga Birmânia.

Segundo a junta militar, as redes sociais lideradas “trazem instabilidade” para o país e as empresas têm até meia-noite do dia 7 de fevereiro para tirar as plataformas do ar.

O portal NetBlocks, que monitoriza à Internet em todo o mundo, confirmou que a operadora estatal de Mianmar de telecomunicações restringiu o acesso ao Facebok e a outras aplicações como WhatsApp e Instagram. A empresa norueguesa Telenor, que opera no país, também registou uma queda no acesso à rede social.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Olavo Correia é reconhecido como Melhor Ministro das Finanças em África

Cabo Verde: Olavo Correia é reconhecido como Melhor Ministro das Finanças em África

Olavo Correia, o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças de Cabo Verde, foi reconhecido como o melhor Ministro das Finanças em…
Tanzânia vai acolher pela primeira vez a Cimeira africana das Pescas 

Tanzânia vai acolher pela primeira vez a Cimeira africana das Pescas 

A capital de Tanzânia, Dar-es-salam, vai acolher pela primeira vez, de 5 a 7 de Junho próximo a Cimeira Africana…
Angola e Vietname querem aumentar nível de cooperação

Angola e Vietname querem aumentar nível de cooperação

Angola e o Vietname têm como objetivo aumentar o quadro de cooperação bilateral na área da economia, além de quererem…
Moçambique: Angoche vai ter novo porto de pescas a partir de julho

Moçambique: Angoche vai ter novo porto de pescas a partir de julho

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, anunciou que Angoche vai passar a contar com um novo porto a…