NASA descobriu uma nova técnica para pousar com segurança na Lua

Depois de vários anos a estudar um processo mais seguro, a NASA descobriu uma nova maneira de pousar com segurança na Lua.

Segundo a agência espacial americana, está a ser desenvolvido um sistema totalmente novo que pode tornar o pouso na Lua e em Marte muito menos arriscado.

O projeto “ Evolução das capacidades integradas de aterragem segura e precisa” (SPLICE) da NASA visa melhorar a segurança de pouso. A agência pretende usar um conjunto de sensores a laser, combinado com uma câmara, um computador de alta velocidade e alguns algoritmos sofisticados. Como resultado, o piloto humano fica dispensado na hora de chegar ao solo.

O sistema pode permitir que as sondas pousem numa variedade muito maior de locais, incluindo pedregulhos ou crateras próximas. Além disso, também pode identificar áreas-alvo seguras que têm apenas metade do tamanho de um campo de futebol.

Para percebermos esta alusão, é importante referir que a Apollo 11 tinha como área de pouso cerca de 17 quilómetros para um lado e 5 para o outro. Isto eram os cálculos de 1968.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV critica "falhanço" na política de segurança do Governo

Cabo Verde: PAICV critica "falhanço" na política de segurança do Governo

O PAICV apontou o “falhanço” nas políticas de segurança do Governo cabo-verdiano esta quarta-feira, 11 de janeiro, no Parlamento.  “No…
Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

Timor-Leste: Estado gasta 53 mil euros por dia em veículos

O Ministério das Finanças de Timor-Leste divulgou dados que indicam que o Estado gastou mais de 57 mil dólares americanos…
Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

Brasil: Bolsonaro poderá vir a ser deportado dos EUA

No dia 30 de dezembro do ano passado, o então presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, deixou o país rumo ao…
Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Ato em Lisboa procurou defender a democracia no Brasil

Cerca de 38 organizações portuguesas e quase 300 pessoas assinaram um documento de apoio ao governo democraticamente eleito do Brasil…