Tecnologia

Número de pessoas à procura de trabalho na Darknet está a aumentar

A Check Point Research (CPR), empresa especializado em soluções de cibersegurança, alertou para o crescente número de anúncios presentes na Darknet e fóruns de hacking publicados por pessoas desempregadas que se oferecem para prestar assistência a atividades cibercriminosas em troca de dinheiro. Os investigadores partilharam, inclusive, exemplos reais.

A Darknet corresponde a uma parte da Internet invisível para os motores de busca, na qual se trocam recursos ilícitos, como números de cartões de crédito roubados, drogas, ciberarmas e, até, softwares maliciosos que permitam aceder a computadores alheios.

A Check Point refere desde que 2021 começou, têm-se deparado com 10 a 16 novos anúncios de procura de emprego por mês numa seleção de fóruns de hacking, um número excecionalmente alto, segundo a organização. Os investigadores acreditam que esta tendência deriva do impacto negativo da situação pandémica, que em muito tem contribuído para o aumento dos números de desemprego e para maior precariedade entre as famílias.

“É muito raro vermos pessoas à procura de trabalhos ilegais na darknet. A crescente deste tipo de ofertas alarmou-nos. Quando pessoas se oferecem para prestar assistência a atividades cibercriminosas estamos todos numa situação de maior perigo.” começa por explicar Oded Vanunu, Head of Product Vulnerabilities Research na Check Point.

“Tudo isto cria uma cultura muito perigosa na Darknet, o último sítio no qual se deve procurar trabalho. Tempos de desespero levam a medidas desesperadas… acreditamos que esta tendência evidencia as dificuldades financeiras em que muitas pessoas se encontram dada a COVID-19. Este “grito” das pessoas deve preocupar toda a gente que pretende minimizar as atividades criminais,” termina o responsável.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo