Tecnologia de microtecidos 3D da Universidade de Aveiro vence prémio de inovação

Um projeto científico da Universidade de Aveiro que pretende desenvolver microtecidos 3D para descoberta e validação de fármacos venceu o Prémio Inovação Bluepharma / Universidade de Coimbra.

O projeto, liderado por João Mano e Catarina Custódio, propõe-se “utilizar materiais à base de proteínas humanas”, como plataformas, para testar e avaliar fármacos, ao mesmo tempo que tem o potencial de reduzir o número de ensaios em animais.

Segundo João Mano, a tecnologia permite encurtar o caminho “entre o desenvolvimento do fármaco e a validação pré-clínica”, ao mesmo tempo que também reduz em grande medida os testes em animais. Para além disso, a tecnologia permite eliminar problemas com testes em animais, em que o fármaco pode “funcionar num ratinho ou num coelho, mas para o humano não funciona”, vincou.

O projeto está focado na validação de fármacos para tumores – podendo até recorrer a tumores de um paciente específico – mas poderá ser aplicado noutras áreas. De acordo com Catarina Custódio, a tecnologia irá permitir reduzir os custos e a morosidade nos processos de descoberta e validação de fármacos.

O Prémio Inovação Bluepharma / Universidade de Coimbra foi criado em 2003 com o objetivo de contribuir para o reconhecimento e divulgação da investigação científica na área das ciências da saúde em Portugal.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Delegado da INAE de Nampula preso por corrupção

Moçambique: Delegado da INAE de Nampula preso por corrupção

O delegado da Inspeção Nacional das Atividades Económicas (INAE) de Nampula foi detido esta quinta-feira, 12 de janeiro, por ordens…
Brasil: Governo Federal estava ao corrente dos riscos da manifestação em Brasília

Brasil: Governo Federal estava ao corrente dos riscos da manifestação em Brasília

A nuvem do designado “apagão da inteligência federal”, que estaria na origem da falta de antecipação sobre a manifestação e…
Cabo Verde: PAICV considera liberdade de imprensa ameaçada

Cabo Verde: PAICV considera liberdade de imprensa ameaçada

O PAICV considera que a liberdade de imprensa em Cabo Verde está ameaçada. Um dos exemplos dados para essa afirmação…
Angola: FNLA diz que autárquicas não serão credíveis se CNE estiver dominada pelo MPLA

Angola: FNLA diz que autárquicas não serão credíveis se CNE estiver dominada pelo MPLA

A FNLA considera que mesmo que aconteçam as eleições autárquicas no país, esse não será um processo eleitoral credível se…