Twitter vai remover publicações enganosas de vacinas

A plataforma do Twitter anunciou que vai exigir a remoção de publicações enganosas sobre as vacinas contra Covid-19 a partir da próxima semana, seguindo os passos do Facebook e YouTube.

“Numa pandemia, a desinformação sobre vacinas representa um grande e crescente desafio para a saúde – e todos nós temos um papel a cumprir”, informou a equipa de segurança do Twitter.

A rede social de tweets pode pedir aos utilizadores que removam afirmações falsas, sugerindo que as vacinas são usadas para prejudicar ou controlar as populações, mentir sobre alegados efeitos colaterais ou questionar a própria existência de Covid-19 e a necessidade de ser vacinado.

As pessoas envolvidas deverão retirar as suas mensagens para poder tweetar novamente. A partir do início do próximo ano, o Twitter também planeia colocar avisos em tweets contendo rumores infundados, bem como informações incompletas ou fora de contexto sobre vacinas.

A plataforma já faz cumprir regras de desinformação sobre o vírus, mas até agora não tinha anunciado medidas específicas para conteúdos relacionados com as vacinas.

As campanhas de vacinação já começaram em vários países, incluindo Reino Unido, Estados Unidos e Canadá, com previsão de início em breve na União Europeia.

Já em outubro, quando as vacinas estavam apenas em testes clínicos, o YouTube e o Facebook anunciaram regulamentos rígidos para proibir a desinformação sobre vacinas e esforços para prejudicar as campanhas de vacinação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: Instituto Nacional de Saúde anuncia fim da terceira vaga da Covid-19

Moçambique: Instituto Nacional de Saúde anuncia fim da terceira vaga da Covid-19

O Instituto Nacional de Saúde (INS)de Moçambique anunciou, esta semana, o fim da terceira vaga da COVID-19 no país, a…
Guiné Equatorial: FMI alerta para corrupção e reformas

Guiné Equatorial: FMI alerta para corrupção e reformas

O Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou a Guiné Equatorial de que deve combater a corrupção e avançar mais rapidamente com…
Moçambique: PRM diz que refugiados podem voltar a Quissanga

Moçambique: PRM diz que refugiados podem voltar a Quissanga

O Comandante Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), Bernardino Rafael, informou nesta quinta-feira, 16 de setembro, que a…
Angola: João Lourenço dialogou com José Eduardo dos Santos

Angola: João Lourenço dialogou com José Eduardo dos Santos

O Presidente angolano, João Lourenço, e o seu antecessor, José Eduardo dos Santos, mantiveram nesta quinta-feira, 16 de setembro, uma…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin