Tecnologia | Vida

UNICEF: Primeira Academia de Drones e Dados abre em África para melhorar apoio humanitário

UNICEF, African Drone & Data Academy

A primeira Academia de Drones e Dados (Drone and Data Academy – ADDA) já abriu em Lilongwe, no Malawi. Com esta iniciativa, a UNICEF pretende promover a utilização de drones em programas e serviços que terão impacto na vida de crianças e jovens.

“A implementação dos programas humanitários e de desenvolvimento em África, e além fronteiras, pode beneficiar significantemente da aplicação da tecnologia de drones” disse a Directora Executiva da UNICEF Henrietta Fore.

A academia vai promover a utilização de drones para fins humanitários, de desenvolvimento e comerciais, em todo o continente, através de um curso de 12 semanas. A expectativa é de formar 150 estudantes para criarem e voarem drones em 2021. Fundos de parceiros da UNICEF vão garantir cursos gratuitos para o primeiro grupo de 26 estudantes.

“Acreditamos que a adopção de tecnologias modernas como os drones e técnicas avançadas de gestão e análise de dados vão ajudar-nos a servir melhor as nossas crianças. Esta parceria com a UNICEF é um orgulho para nós.” – disse James Chakwera, Director do Departamento de Aviação Civil do Malawi.

O programa foi desenvolvido em parceria com a Virginia Polytechnic Institute and State University (Virginia Tech) – na sequência do sucesso na implementação de workshops de formação no Malawi desde 2017. O curso combina metodologias teóricas e prácticas na concepção, teste e voo de drones.

Até 2022, a academia vai disponibilizar um Masters gratuito, com a duração de 2 anos, em tecnologia de drones, em conjunto com a Malawi University of Science and Technology (MUST). Para além disso, a Academia vai permitir criar capacidade local e um ecosistema favorável a modelos de negócio sustentáveis emergentes para a utilização de drones em missões humanitárias e de desenvolvimento.

“A Academia (ADDA) reflecte o compromisso da Virginia Tech com a aplicação de tecnologia de drones e com a educação no Malawi e em África,” disse Kevin Kochersberger, Professor Associado na Virginia Tech, que irá liderar o projecto. “A Academia vai proporcionar aos alunos um conjunto de habilitações necessárias para empregos que utilizam tecnologia de drones, desde a agricultura e a saúde à monitorização de recursos naturais.” – concluiu.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo