Cultura | Vida

Victor Ehikhamenor: nome maior da arte africana contemporânea

O artista plástico nigeriano Victor Ehikhamenor é, hoje em dia, um nome maior da arte contemporânea africana e um nome em ascensão no panorama artístico internacional.

A ascensão de Ehikhamenor baseia-se na sua originalidade e criatividade e na sua capacidade de, literalmente, transformar tudo o que toca numa obra de arte.

Uma das suas obras, ‘Hora de Ponta em Lagos’, é feita de sucatas, como cavilhas, sacos de plástico, uma esponja e uma vassoura. “É uma menina a correr”, diz o artista. Esta obra, que ocupa um lugar de destaque na parede da sua sala de estar, é emblemática da sua forma de intersectar o abstrato, criando formas figurativas que se sobrepõem, reproduzindo os sinais e os símbolos característicos da sua aldeia natal de Udomi, em Uwessan, no estado de Edo.

A maioria das obras de Ehikhamenor são influenciadas pela sua infância na aldeia natal. “Eu cresci na aldeia; a vibração e tudo o que transparece nos meus trabalhos é uma reflexão consciente da minha educação”, diz.

Os anos de estudo em Londres e nos Estados Unidos da América não adulteraram a essência do seu trabalho. Nem mesmo as suas frequentes viagens à Europa, onde o seu trabalho é cada vez mais solicitado, afetam a sua ligação umbilical a Edo. “Eu sou de África. Sou um artista Africano. Não tenho crises de identidades e o sucesso do meu trabalho deve-se a ser profundamente identitário”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo