Brasil: “Temos um estado com uma capacidade enorme”, afirma lusodescente Luiz Claúdio Ribeiro, candidato a deputado do Rio de Janeiro

Luiz Claúdio Ribeiro, 34 anos de idade, é candidato a deputado estadual pelo Rio de Janeiro pelo PSD nas eleições do próximo dia 2 de outubro. A nossa reportagem conversou com o candidato lusodescendente que promete, se eleito, ajudar o estado do Rio a voltar a ser referência nacional e internacional em vários sentidos.

Em que consiste a sua candidatura?

O papel de um Deputado Estadual é fiscalizar o Estado e colaborar com soluções para ajudar o estado a sair desta crise! Aos poucos estamos perdendo o orgulho de sermos cidadãos fluminense! O estado do Rio de Janeiro vem enfrentando uma crise sem precedentes nos últimos anos.

O quadro socioeconómico da cidade é desolador com a pobreza tendo crescido enormemente e estando visível nas populações de rua, no comércio ambulante, na quantidade de lojas e fábricas fechadas, na redução do turismo, dentre outros. E aí veio a pandemia e a situação do nosso estado afundou cada vez mais.

Hoje, quando se fala de política, as pessoas logo pensam em corrupção, impunidade, em tudo de ruim. Não quero vender aqui que sou o salvador da pátria porque disso também o cidadão já está de saco cheio.

Em que pontos pretende atuar, se eleito?

A minha atuação será voltada para gerar oportunidades para a população do nosso estado a partir do mandato que pretendo conquistar de Deputado Estadual. Algumas das minhas bandeiras são a Educação, Inclusão de PCD (Pessoas com Deficiência), Saúde, Geração de Emprego e Renda, Cultura e Turismo.

O que pode ressaltar na sua campanha que traga benefícios para a população?

Precisamos achar as brechas para retomar o Rio de Janeiro. Temos um estado com uma capacidade enorme, mas, para isso, precisamos que ele seja, novamente, forte.

A minha missão como deputado estadual vai ser lutar para que o governo pare de atrapalhar o cidadão, vai ser defender o estado do Rio na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e promover a aproximação do cidadão com a política.

Como avalia a política nacional atualmente?

O Brasil está passando por momentos difíceis por conta de ruturas institucionais que afetam diretamente a vida da população ainda impactada por uma pandemia que sacrificou empregos e ceifou vidas.

É importante a união de todos os poderes instituídos democraticamente para que possamos ajudar a quem mais precisa a partir de políticas públicas efetivas, independente de quem sair vitorioso para chefiar a nação nestas eleições.

Qual a sua interação com a comunidade portuguesa?

A minha proximidade com a comunidade portuguesa vem do meu pai que foi o primeiro ensaiador de Rancho Folclórico no Brasil, foi o primeiro presidente na casa portuguesa no Brasil, o Arouca Barra Clube. O meu pai e a minha mãe entraram no Arouca Barra Clube quando eram namorados ainda, casaram-se lá, eu nasci naquele ambiente, fui batizado na capela do Arouca, lá eu me casei, lá eu batizei os meus filhos e estou lá há 34 anos.

A minha ligação é muito forte com a colónia portuguesa, sou descendente de portugueses, tenho muitos amigos dentro das casas portuguesas no estado do Rio, em São Paulo e no Brasil. A minha vida, desde que eu nasci, sempre foi de muita ligação com as casas portuguesas. Fui diretor de Folclore, vice-presidente e estou presidente do Conselho Deliberativo do Arouca.

Quem é Luiz Claúdio Ribeiro?

Sou empresário e Gestor Público. Nos últimos quatros, anos atuei como Chefe de Gabinete, secretário de Governo, Desenvolvimento e Finanças da Prefeitura de Mangaratiba. De alguma forma, sempre estive inserido na política.

Fui presidente do Conselho Deliberativo do Arouca Barra Clube, uma casa de Cultura e Folclore Português que faz parte das minhas raízes. Sou também vice-presidente Administrativo do G.R.E.S. Mocidade Independente de Padre Miguel, uma Escola de Samba que participa e ajuda a promover a maior festa popular do planeta, o Carnaval.

Ígor Lopes

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…