Moçambique: 2ª Edição da Conferência “Crescendo Azul”

O Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi, dirigiu ontem, 18 de Novembro, na cidade de Vilanculo, Província de Inhambane, a cerimónia de abertura da 2ª Edição da Conferência “Crescendo Azul”, que decorreu sob o lema “Investir na Saúde do Oceano, é Investir no Futuro do Planeta”, igualmente procedeu ao lançamento do Plano de Ordenamento do Espaço Marinho Nacional.

Trata-se de um evento de dois dias que junta proeminentes figuras mundiais, sendo de destacar o Presidente da República do Quénia, Uhuru Kenyatta, como Convidado de Honra, políticos, diplomatas, empresários, académicos e estudiosos das várias áreas transversais ligadas ao mar, tendo como finalidade discutir a Governação Sustentável do Mar e o desenvolvimento da Economia Azul.

A Conferência “Crescendo Azul” compreenderá debates temáticos divididos em Sessões Plenárias e eventos paralelos, que constituem o suporte principal para aquilo que se pretende atingir com a realização deste fórum internacional.

No evento, o Governador da Província de Maputo, Júlio José Parruque encabeça uma delegação de administradores que participam nos dois dias  na 2ª edição da Conferência Crescendo Azul. Trata-se de administradores de distritos costeiros desta parcela do País.

A decorrer em formato híbrido, o CRESCENDO AZUL é uma plataforma de diálogo nacional e internacional sobre os assuntos do mar e oceanos, com destaque para o desenvolvimento da economia.

Durante os dois dias deste importante evento, a delegação da Província de Maputo participará em diversificadas reuniões de discussão sobre como os distritos devem explorar as melhores práticas e colocar as mais evoluídas tecnologias ao serviço do sector ambiental.

Aurelio Sambo – correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin