Acordo de mobilidade na CPLP permite desvinculação dos Estados

O embaixador de Cabo Verde em Lisboa, Eurico Monteiro, declarou nesta quinta-feira, 20 de maio, que o acordo de mobilidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) prevê a possibilidade de os Estados-membros poderem desvincular-se do acordo se assim o pretenderem. 

“É evidente que os Estados-membros, tal como podem vincular-se a este projeto [de mobilidade] em Luanda [na cimeira de chefes de Estado e de Governo], ou mais tarde, por via da adesão, também podem desvincular-se a todo o tempo das regras ali estabelecidas”, disse. 

Recorde-se que é Cabo Verde que ocupa, atualmente, a presidência rotativa da CPLP. O diplomata que representa o arquipélago africano participou no terceiro encontro do Fórum da Sociedade Civil da CPLP, que decorre até esta sexta-feira, dia 21, em Cabo Verde e por videoconferência. 

“É o princípio da liberdade da desvinculação”, frisou, tendo sublinhado ainda na sua intervenção a importância da segurança documental para o avanço da livre circulação de pessoas na comunidade lusófona. 

Enquanto representante da presidência cabo-verdiana em Lisboa, Eurico Monteiro conduziu muitas das negociações do acordo de mobilidade, aprovado em Conselho de Ministros extraordinário da CPLP em março, mas cujo texto final só ficou concluído a 18 de maio, depois da última reunião da comissão técnica para a mobilidade. 

A proposta para a mobilidade tem agora de ser aprovada na próxima Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, a decorrer em Luanda em 16 e 17 de julho. Depois, o acordo deverá ser ratificado por cada um dos Estados, para que entre então em vigor nas respetivas ordens jurídicas internas.

One Comment

  1. Telma José Afonso

    Vai se realizar mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin