Alemanha solidária com ativistas de Angola

As autoridades alemãs disseram estar solidárias com os ativistas em Angola e garantiram a defesa dos Direitos Humanos. Tal aconteceu após cinco ativistas angolanos, entre eles Nelson Adelino Dembo, Isidro Fortunato, Jerônimo Nsissa, Dito Dalí e Gika Tetembwaterem participado na primeira audiência de auscultação entre estes atores da sociedade civil angolana e da comunidade internacional, na pessoa das autoridades alemães, para se discutir e formar mediadores de conflitos nas comunidades. 

O encontro foi online, devido às limitações de viagens impostas pela pandemia da Covid-19. O mesmo tratou-se de uma iniciativa do Embaixador para a Paz Mundial, João Kanda Bernardo, através da campanha Peaceful Society’, que decorre até maio de 2023. 

De acordo com o comunicado de imprensa enviado à redação do Factos Diários, os ativistas acima citados abraçaram a campanha, que visa promover uma cultura de tolerância e de convivência democrática saudável na sociedade angolana. 

“Os dois pilares fundamentais desta campanha são: formar mediadores de conflitos nas comunidades e promover, de seis em seis meses, audiências de auscultação, entre atores relevantes da sociedade civil angolana e da comunidade internacional, a fim de permitir que os aliados de Angola compreendam melhor os problemas de Angola e tomem posições mais eficazes, com a finalidade de buscar soluções, que possam contribuir para uma melhor interpretação e aplicação do ius Regni e ius Maestatis neste país que celebra o calar das armas desde 2002”pode ler-se no comunicado. 

Uma vez que Angola é um membro da comunidade internacional, através das Nações Unidasde outras instituições, houve assim a partilha de solidariedade para com o povo angolano, sendo imperial para haja uma harmonia internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos…
EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin