Angola: Acidentes de viação são segunda causa de morte do país

A Vice-Presidente de Angola, Esperança da Costa, partilhou a sua surpresa no que diz respeito à existência de um grande número de mortes de viação nas estradas do país. De janeiro a outubro deste ano foram registadas mais de 2.000 vítimas mortais e mais de 12.000 feridos. 

Para resolver este problema, a também líder da comissão nacional de Viação e Ordenamento do Trânsito defendeu que deve ser realizado mais trabalho para a redução de acidentais mortais até 2030, indica a “RFI”. 

A dirigente considera assustador o número de mortes, tendo lamentado as estatísticas. Angola comprometeu-se a alcançar a meta definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

“São números muito preocupantes e demostram que precisamos fazer mais e melhor para reduzirmos significativamente os acidentes nas estradas, prevenindo em pelo menos 50% o número de vítimas mortais até 2030, para também estarmos em consonância com a meta definida pela Organização Mundial da Saúde”, declarou Esperança da Costa. 

Acidentes de viação são a segunda causa de morte no país. Em primeiro está a malária.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…
Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

O líder da UCID, João Santos Luís, comentou nesta terça-feira, 03 de janeiro, a mensagem de Ano Novo do Presidente…
Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

No dia em que assumiu a presidência do Brasil pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva assinou vários decretos…