Angola: Agência Nacional dos Recursos Naturais quer dar prioridade à captação de investimentos

Jacinto Rocha, presidente do Conselho de Administração da Agência Nacional dos Recursos Minerais (ANRM) disse ontem, que a agência vai dar prioridade à captação de novos investimentos, atraindo mais empresas estrangeiras para o mercado angolano.

Em declarações à imprensa, após a cerimónia de tomada de posse, orientada pelo ministro dos Recursos Mineirais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, o PCA da ANRM referiu que numa primeira fase, o objectivo é trazer para Angola empresas internacionais que actuam no sector mineiro, dentre elas sul-africanas, canadianas, australianas, americanas e britânicas.

Jacinto Rocha foi consultor do ministro da Energia da África do Sul, entre 2013 e 2014 e salientou que sendo Angola um país rico em recursos minerais, a missão é utilizar tudo que o país dispõe, respeitando as leis, sobretudo as relacionadas ao ambiente.

Vindo com uma experiência profissional da África do Sul, o PCA sublinhou que para que as empresas estrangeiras adiram ao mercado nacional, vai utilizar os sistemas já existentes, como a AIPEX e o Código Mineiro.

“Vamos atrair para o mercado angolano todas as empresas que actuam no sector”, reforçou Jacinto Rocha, acrescentando que “Com o surgimento da Agência Nacional de Recursos Minerais, a ENDIAMA deixa de ser a concessionária nacional, passando a ser designada como uma empresa operadora do Estado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Entrevista: "A pandemia já tinha gerado todo este processo inflacionista", diz a economista Sandra Ribeiro

Entrevista: "A pandemia já tinha gerado todo este processo inflacionista", diz a economista Sandra Ribeiro

A economia portuguesa já estava a atravessar um período delicado antes da pandemia da Covid-19. Quando esta surgiu em março…
“Avião de Gente Séria” retido na Guiné-Bissau há oito meses já pode sair do país

“Avião de Gente Séria” retido na Guiné-Bissau há oito meses já pode sair do país

O Airbus 340 que em Outubro de 2021 aterrou no país sob pretexto da construção de um hangar, segundo o…
Cabo Verde: Opiniões divergem sobre desenvolvimento da Praia

Cabo Verde: Opiniões divergem sobre desenvolvimento da Praia

Os partidos com assento na assembleia municipal da Praia mostraram-se em desacordo na sessão solene realizada para assinalar o Dia…
Moçambique: Nyusi diz que terrorismo não se deve a conflitos religiosos

Moçambique: Nyusi diz que terrorismo não se deve a conflitos religiosos

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, rejeita a possibilidade de o terrorismo existente nos distritos a norte da província…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin