África Subsaariana | Angola

Angola anuncia construção de 12 postos fronteiriços com a RDC

Polícia da República Democrática do Congo

A Polícia de Guarda Fronteiras de Angola (PGFA) anunciou a construção de 12 novos postos ao longo da larga fronteira com a República Democrática do Congo (RDC). O objetivo desta medida é ter um “maior e melhor” controlo da mobilidade que ocorre entre os dois países.

De acordo com o comandante nacional da PGFA, comissário chefe Francisco Ferreira Paiva, vão surgir novas infraestruturas até agosto de 2020, que visam a melhor acomodação dos efetivos do setor no âmbito de um programa de ação que prevê a reestruturação do órgão policial.

“Alguns órgãos serão extintos e outros fundidos. Vamos propor ao comandante geral para aprovação, ou não, que o departamento naval será um órgão que vai ressurgir na PGFA. Esperamos ter um órgão com a cabeça mais pequena em relação ao corpo”, afirmou.

A declaração foi feita em Luanda, na cerimónia das celebrações dos 41 anos da PGFA, que se comemoram sob o lema “Com Vigilância, Audácia e Persistência”. O responsável sublinhou ainda que a estrutura que dirige se deve adaptar à estrutura do Comando Geral da Polícia angolana.

Além do anúncio da construção de 12 novos postos na fronteira com a RDC, a mesma fonte partilhou informação sobre a construção de uma caserna com capacidade para 200 pessoas, bem como um auditório, um hospital com capacidade para internar 30 pessoas e uma morgue.

Referiu igualmente que, caso o comandante geral da Polícia angolana aprove o plano do setor, os 12 novos postos fronteiriços vão beneficiar de uma viatura cada, “do lote de viaturas apreendidas durante a Operação Transparência”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo