Angola: APN felicita o novo presidente da CASA-CE e deseja-lhe sucesso

A direção do partido Aliança Patriótica Nacional (APN), dirigido por Quintino Moreira, divulgou uma nota onde felicita o novo presidente da CASA-CE, André Mendes de Carvalho, e lhe deseja votos de sucessos na sua nova missão.

A APN declara ainda que não interessam as circunstâncias em que ocorreu a sua indicação para este novo cargo, mas que o que conta é a vontade do novo líder da coligação e a sua determinação em vencer os desafios que se lhe colocam. Acrescenta que, como em qualquer sociedade, existem sempre problemas e diferentes grupos se sentem discriminados ou desenvolvem novas reivindicações.

“Temos a impressão de que a CASA-CE moveu-se, ultimamente, numa relação de tensão entre expectativas não satisfeitas e soluções assumidas de forma insuficiente”, pode ler-se, sendo para o partido “inegável a existência no seio da coligação de partidos com projectos de sociedade e campos ideológicos diferentes. Todavia, nós pensamos que V. Excelência ao assumir as funções de presidente deve situar-se melhor numa posição que não permita o surgimento de novos conflitos e se, eventualmente, surgirem, dirimi-los através do diálogo e concertação permanente”.

O documento menciona também que o povo angolano quer uma sociedade democrática, o que pressupõe a existência e o concurso de partidos políticos e a coligação de partidos fortes para a expressão da vontade e querer dos cidadãos. A luta pela unidade da CASA-CE, segundo a APN, deve decorrer de um projeto de todos aqueles que trabalham para a edificação de uma plataforma política democrática e moderna, capaz de congregar e cumprir com os objetivos escritos no seu programa.

“A unidade da CASA-CE deve, pois, ser uma unidade de homens e mulheres que fizeram uma escolha certa e indeclinável de fazer da coligação uma plataforma política de alternância política para Angola. É nossa convicção profunda que não pode existir uma Democracia nos Estados modernos contemporâneos sem a alternância do poder”, esclarece.

Recorde-se que André Mendes de Carvalho substituiu Abel Chivukuvuku, antigo líder e fundador da terceira maior força política em Angola, que foi afastado da mesma no dia 26 de fevereiro, através da decisão de cinco dos seis partidos que constituem a coligação.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 20 de janeiro de 2023

Revista de Imprensa Lusófona de 20 de janeiro de 2023

Em Cabo Verde o “Expresso das Ilhas” refere que “Cabo Verde e Portugal assinam acordo para conversão de dívida em…
Brasil: Minas Gerais apresenta novos comandantes das Forças Militares de Segurança

Brasil: Minas Gerais apresenta novos comandantes das Forças Militares de Segurança

O Governo do Estado de Minas Gerais, no Brasil, apresentou os nomes dos novos comandantes das Forças Militares de Segurança…
Brasil decide deixar o “Consenso de Genebra” e aliar-se ao “Compromisso de Santiago”

Brasil decide deixar o “Consenso de Genebra” e aliar-se ao “Compromisso de Santiago”

O Governo brasileiro decidiu atualizar o posicionamento do país em fóruns e mecanismos internacionais que tratam da pauta das mulheres,…
Rússia e China realizam exercícios navais conjuntos em fevereiro

Rússia e China realizam exercícios navais conjuntos em fevereiro

A Rússia e a China vão realizar exercícios navais conjuntos na costa índica da África do Sul.  A informação foi avançada por…