Angola

Angola: APN quer formar “bloco compacto” com a oposição para vencer autárquicas

Líder da APN, Quintino Moreira

Após ter sido derrotada nas eleições gerais de 2017, nas quais obteve apenas 33 437 votos, a APN quer construir uma frente unida com os restantes partidos da oposição para conseguir vencer as eleições autárquicas em 2020, além de concorrer nas eleições gerais de 2022.

Foi o presidente do partido, Quintino Moreira, quem partilhou esta ideia na terça-feira, 12 de março, na cidade do Lubango, na Huíla. O dirigente tem realizado visitas pelas províncias do Sul de Angola, tendo já visitado Namibe e Cunene.

Para colocar em prática este objetivo, informou que foram feitos contactos com as direções dos partidos UNITA e PRS, mas evitou avançar mais pormenores sobre o assunto. “A Aliança Patriótica Nacional [APN] tomou a iniciativa de contactar todos os partidos legalmente constituídos no país para que possamos refletir sobre a necessidade da criação de um bloco compacto para podermos concorrer juntos nas eleições autárquicas”, afirmou.

Desta forma, ajuntou, a oposição poderá tornar-se mais forte do ponto de vista competitivo e ter bons resultados durante as eleições autárquicas. “Nós pensamos que se a oposição estiver unida teremos mais vantagens do que desvantagens”, assegurou o político e líder do único partido extraparlamentar saído das eleições gerais de 2017.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo