Angola: BAI alerta que vai bloquear contas não atualizadas

O Banco Angolano de Investimentos (BAI) alertou os seus clientes para que atualizassem as contas bancárias. Quem não o fizer, terá a sua conta bloqueada a partir de 15 de outubro. 

Esta medida provém da conclusão do programa de atualização da base de dados e cadastro de clientes do BAI, que irá entrar na sua fase final. Assim, a instituição financeira informa que, a partir de 15 de outubro, procederá ao bloqueio das contas que não tiverem os dados atualizados. 

Os clientes serão assim impossibilitados de efetuar operações de levantamentos, pagamentos ou qualquer outra, até que atualizem os dados da conta. Trata-se de um procedimento que visa cumprimento escrupuloso às disposições legais constantes da Lei n.º 05/2020 de 27 de Junho – Lei de Prevenção e Combate ao Branqueamento de Capitais, Financiamento do Terrorismo e da Proliferação de Armas de Destruição Massiva, do Aviso n.º 10/2016 e Aviso n.º 14/2020, para assegurar a rapidez e a segurança da operação. 

É igualmente mencionado que os clientes poderão efetuar o processo de atualização das respetivas contas de forma presencial, em qualquer agência BAI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin