Angola: BD analisa permanência na CASA-CE

O Bloco Democrático (BD) vai continuaa pertencer à coligação CASA-CE até à realização da sua Convenção. Esta está agendada para 22 e 23 de abril, em Luanda. 

O anúncio sobre o BD foi feito pela vice-presidente para a Comunicação e Marketing da CASA-CE, Cesinanda Xavier, depois de uma reunião de concertação do Colégio Presidencial da coligação com o BD. 

“Tão logo se realize a Convenção, vamos fazer um comunicado (…) no qual vamos divulgar o resultado”disse. 

A direção da coligação angolana suspendeu recentemente o BD das funções de vice-presidente para as questões Eleitorais e Autárquicas. Segundo o presidente da CASA-CE, Manuel Fernandes, a decisão deveu-se às “movimentações” políticas levadas a cabo pelo BD, sem o consentimento da liderança da CASA-CE. 

O partido em questão, presidido por Justino Pinto de Andrade, participou no dia 10 de março num encontro com o dirigente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, e com o político Abel Chivukuvuku. Assim, Manuel Fernandes exigiu que o BD apresentasse publicamente a sua posição, uma vez que a CASA-CE é uma coligação de formações políticas e deve atuar em consonância. 

O Bintegrou a CASA-CE nas vésperas das eleições de 2017 e o acordo tem vigência até ao fim da atual legislatura.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

Ecocentro Municipal da Lousã já encaminhou mais de 210 toneladas de resíduos

O Ecocentro Municipal da Lousã recebeu e encaminhou, até ao momento, mais de 210 toneladas de resíduos diversos, como resíduos…
CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB: Arquitectura do Bacalhau de André Tavares e Diego Inglez de Souza

CCB . 24 novembro . 18h30 . Garagem Sul Qual é a arquitetura do bacalhau? É óbvio que um peixe…
Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, considera necessário fazer “uma reflexão séria e isenta sobre os…
Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

A UNITA considera a proposta de Lei da Amnistia “discriminatória e injusta”, uma vez que a mesma tem “zonas cinzentas”.…