Angola: Braço direito de João Lourenço lucra milhões com contratos públicos

O Presidente angolano, João Lourenço, autorizou, alegadamente, a contratação de uma empresa de consultoria do atual chefe de gabinete e também seu braço direito, Edeltrudes Costa. Um dos negócios visaria a modernização dos aeroportos angolanos e terá rendido vários milhões de euros em contratos públicos. 

Esse dinheiro terá vindo para Portugal e sido usado para comprar casas de luxo em Sintra e em Cascais. A quantia gasta pelo Estado angolano passou, alegadamente, por uma conta na Madeira e serviu para comprar propriedades de luxo no país europeu. 

Eldetrudes Costa terá enviado ainda dinheiro para o Panamá, através de uma sucursal do então Banco Espírito Santo (BES) na zona franca da Madeira. 

Desde que João Lourenço assumiu o poder que Eldetrudes Costa é o seu braço direito, movendo-se há vários anos nos corredores do poder angolano. O mesmo já acontecia na altura dos mandatos de José Eduardo dos Santos, tendo sido ministro de Estado e chefe da Casa Civil durante esse período. 

Veio agora a público que muitos dos contratos públicos em questão foram conseguidos com o aval do chefe de Estado angolano. 

A empresa EMFC – Consulting, S.A, por exemplo, é detida por Eldetrudes Costa com poderes ilimitados. O mandato do visado à frente da companhia só pode ser revogado com autorização do próprio e não tem prazo de caducidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Membro da FNLA agredido por delegados de lista

Angola: Membro da FNLA agredido por delegados de lista

O primeiro secretário provincial da FNLA no Bié, António Muhongo, foi espancado recentemente por delegados de lista, de acordo com…
Guiné-Bissau: Adolescente morre depois de suposta tortura em ritual de fanado

Guiné-Bissau: Adolescente morre depois de suposta tortura em ritual de fanado

O corpo sem vida de Amadu Serra, 17 anos, foi levado esta segunda-feira para o hospital regional de Buba, sul…
Apoios extraordinários  pagos às famílias a partir de 20 de outubro

Apoios extraordinários pagos às famílias a partir de 20 de outubro

Os apoios extraordinários a titulares de rendimentos e de prestações sociais das famílias (de 125 euros), jovens e crianças (de…