Angola

Angola: CASA-CE não tem como prioridade transformar-se em partido

Os líderes dos partidos que formam a Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) afirmaram que transformar a coligação em um partido político não é, por enquanto, uma prioridade.

A declaração foi feita no âmbito da passagem do 8.º aniversário da força política angolana, que tem o foco virado para os desafios políticos que se aproximam, entre os quais as eleições autárquicas e gerais, segundo o líder do grupo parlamentar da CASA-CE, Alexandre Sebastião André.

“Os desafios são enormes com a realização das eleições autárquicas e gerais nos próximos dois anos. Por enquanto, a nossa atenção está virada no reforço das estruturas de base a nível dos partidos que fazem parte da nossa coligação”, esclareceu.

O também deputado à Assembleia Nacional defendeu a necessidade de a direção da sua coligação ser reforçada com pessoas comprometidas com as reformas em curso na coligação, que têm como objetivo criar um “verdadeiro ambiente de estabilidade interna”.

Para o político, a ideia de transformar a coligação num partido deverá ser um objetivo a realizar na altura em que a grande maioria dos partidos políticos integrantes estiverem preparados e assim o decidirem.

“A nossa coligação está coesa, mesmo com a saída de alguns deputados que se tornaram independentes. Neste último ano, a coligação cresceu muito e nas próximas eleições teremos bons resultados”, sublinhou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo