Angola

Angola: CASA-CE recebe 70 mil reincidentes

Membros da coligação angolana CASA-CE

A Convergência Ampla para Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) recebeu 70 mil antigos membros da Comissão Instaladora do Projeto Político Pomba Branca, liderada por António Francisco Hebo. Os reincidentes decidiram regressar no sábado, 4 de julho, após seis anos da retirada da coligação.

O anúncio foi feito numa conferência de imprensa realizada em Viana, Luanda. Hebo deu a conhecer o seu regresso à CASA-CE, fazendo-se acompanhar por 70 mil militantes do seu projeto político Pomba Branca, que foi “chumbado” pelo Tribunal Constitucional na tentativa de legalização em partido político.

Antes dessa desistência da CASA-CE, em 2014, Hebo exerceu várias funções como secretário executivo provincial da coligação, no Cuanza Norte e de Luanda. Mais tarde entrou em confronto com o antigo presidente Abel Chivukuvuku, o que fez com que decidisse abandonar a coligação.

Agora, depois de seis anos, o político retorna à terceira maior força política do país, sublinhando que, atualmente, a CASA-CE “torna-se numa árvore mais forte e alerta que quem tentar sacudi-la para derrubá-la, vai sacudir a si mesmo”. Segundo o próprio, “a partir da CASA-CE vamos erguer a nossa voz em defesa dos indefesos”.

A cerimónia que marcou a receção dos reincidentes foi assistida pelo vice-presidente para a Ação Política e Revitalização da CASA-CE, Manuel Fernandes, e pelo secretário executivo nacional, Rafael Daniel Aguiar.

Na sua intervenção, o vice-presidente declarou “não ter dúvidas que o regresso de António Hebo representa uma mais valia para os grandes desafios políticos e eleitorais da CASA-CE, uma casa que já foi sua e bem conhece, lembrando, que os melhores filhos à casa sempre regressam”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo