Angola: CASA-CE une-se à UNITA para “salvar o país dos vícios” do MPLA

O líder da CASA-CE partilhou em entrevista que quer trabalhar com a UNITA para “salvar o país dos vícios de mais de quase 50 anos de uma governação que não coloca o cidadão no centro das suas preocupações”. Manuel Fernandes referiu-se assim ao MPLA, partido no poder em Angola

Quanto à coligação que representa, recorde-se que a mesma obteve apenas 0,76% dos votos nas eleições gerais de 24 de agosto, de acordo com os resultados definitivos divulgados pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE). 

A CASA-CE, que era a terceira maior força da oposição angolana antes do sufrágio deste ano, passou de 16 para zero deputados no Parlamento. Em exclusivo à “DW”, Fernandes disse considerar o sucedido uma “grande injustiça”

“Comparando o estudo que fizemos de algumas atas que tivemos na nossa posse – não conseguimos ter todas, com toda a sinceridade – o número de votos é superior ao que foi anunciado pela CNE. Foi uma injustiça clara”, defendeu. 

Sobre trabalhar com a UNITA, explicou que o objetivo consiste em acabar com a hegemonia do MPLA. “Nós estamos hoje numa situação de bipolarização política. Nesta legislatura, só teremos dois grupos parlamentares. O resto serão apenas representações partidárias”, concluiu. 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Oposição quer posição firme do Governo sobre guerra na Ucrânia

Moçambique: Oposição quer posição firme do Governo sobre guerra na Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos da oposição com assento na Assembleia da República de Moçambique, exigem que o Governo…
Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Afeganistão: Talibãs mataram oito membros do Estado Islâmico

Os talibãs afegãos mataram oito militantes do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico, de acordo com as informações divulgadas pelo porta-voz do…
Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

Moçambique: Número de casos de cólera é preocupante na província de Niassa

As autoridades na província de Niassa, norte de Moçambique, dizem estar bastante preocupadas devido à persistência de casos de cólera,…
Revista de Imprensa Lusófona de 05 de janeiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 05 de janeiro de 2022

O portal do Governo de Moçambique informa que o “PR diz que Moçambique poderá contribuir para um mundo mais pacífico…