Angola

Angola: Chivukuvuku rejeita regresso à UNITA

Abel Chivukuvuku
Abel Chivukuvuku

O coordenador-geral da comissão instaladora do PRA-JA Servir Angola e ex-dirigente da coligação CASA-CE, Abel Chivukuvuku, afastou nesta quinta-feira, 03 de dezembro, a hipótese de voltar às fileiras da UNITA caso o seu projeto político sofra um novo chumbo do Tribunal Constitucional (TC). 

As declarações foram feitas em conferência de imprensa, convocada para ser feito um ponto de situação no que diz respeito ao recurso extraordinário interposto ao TC, no âmbito da legalização do PRA-JA. 

Chivukuvuku reiterou que “o PRA-JA Servir Angola é, hoje, uma instituição factual que existe em todo o território nacional e não é uma instituição do Abel Chivukuvuku, mas de milhares de cidadãos que têm o direito de participar na vida política nacional e é isso que vai acontecer”. 

Quando questionado sobre a hipótese de uma nova rejeição do TC ao pedido de reconhecimento do partido, disse que não existem razões para pensar num novo indeferimento“Cumprimos com todos os preceitos e temos tido uma interação bastante positiva com as entidades do Tribunal. Vamos aguardar”concluiu. 

Apesar de já terem ocorrido quatro indeferimentos, a coordenação da comissão instaladora ainda tem esperança, uma vez que tem em conta o facto de o TC não ter encerrado o processo.  

“E se não fosse legal o que estamos a fazer, não teríamos acesso ao procedimento que estamos a fazer e, por outro lado, o Tribunal Constitucional decidiu mudar de relator com o qual temos tido uma interação positiva, aceitável e não temos razões de queixas por enquanto”partilhou igualmente.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo