Angola: Costa Júnior acusa MPLA de escolher lideranças da oposição

O líder da UNITA, Adalberto Costa Júnior, acusou o MPLA, partido no poder em Angola, de interferir nas questões internas dos partidos políticos na oposição para tentar escolher um dirigente que lhe convém para ser adversário do Presidente da República, João Lourenço, nas eleições gerais de 2022. 

“O partido no regime, desesperado, tenta escolher as lideranças dos partidos que com ele competem”, disse. 

As declarações foram feitas durante o discurso de abertura do presidente da maior formação política na oposição no seminário de quadros, que antecede a IV reunião ordinária do comité permanente. Segundo Costa Júnior, “o partido de regime desespera em tentar escolher as lideranças dos partidos que com ele competem”. 

O político acrescentou que, “à luz do dia e com direito à cobertura dos media nacionais, assistimos a um enorme desrespeito pela integridade e intelectualidade dos cidadãos, levados ao extremo de serem tratados como mercadoria, por agentes do estado, que usam dinheiros públicos para comprarem cidadãos”. 

“Este desespero instalado no partido de regime tem trazido muito mal ao país, sendo para nós surpreendente a inexistência de massa crítica interna, de quem no mínimo se esperaria o comprometimento com os mais elementares princípios democráticos”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin