Angola: Costa Júnior afirma que MPLA está “desesperado”

O presidente destituído da UNITA pelo Tribunal Constitucional de Angola, Adalberto Costa Júnior, declarou que o congresso que o elegeu é “inatacável”. Assim, acusou o MPLA, partido no poder, de estar “desesperado” com a possibilidade de perder as eleições de 2022. 

O político referiu igualmente que o MPLA manipula “sem limites” as instituições, como considera ser o caso do Tribunal Constitucional. Este órgão judicial divulgou na passada quinta-feira, 07 de outubro, um acórdão onde é declarada a nulidade do XIII Congresso da UNITA, realizado em novembro de 2019, onde Costa Júnior foi eleito presidente da formação polícia. 

Neste âmbito, o atual candidato à Presidência da República através da Frente Patriótica Unida disse estar preocupado com a perda de valores e referentes do estado de direito democrático, conquistados depois da paz assinada em 2002. Trata-se de “um problema muito sério” quando envolve questões legais, acrescentou. 

Outra crítica feita foi a da mudança da Constituição numa altura de pré-campanha eleitoral, bem como as alterações à lei eleitoral e ainda a proposta de divisão político-administrativa, “que não foi debatida e não faz parte dos programas estratégicos de governação, nem fez parte da campanha”

Por enquanto, Adalberto Costa Júnior mantém-se como líder da UNITA, tendo oito dias para reagir à decisão do Tribunal Constitucional. “A UNITA terá uma reação clara e forte”, garantiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin