Angola

Angola: Empresários na Huila acusam Governo de promover facilitismo

Presidente de Angola, João Lourenço

Vários empresários da província angolana Huila afirmaram que estão descontentes com o Governo de João Lourenço, tendo acusado o mesmo de falta de transparência na adjudicação de obras públicas, que têm sido, quase todas elas nos últimos dias, destinadas à Omatapalo, empresa de Luís Nunes, que é também o atual governador da referida província.

De acordo com um dos empresários, que preferiu manter o anonimato por recear represálias, “o esquema de facilitação para concessão de obras públicas à empresa Omatapalo, parte da cidade alta”, tem sido feito “com apoio de colaboradores próximos ao Presidente João Lourenço”.

Ainda segundo a mesma fonte, o atual governador da Huila tem obtido milhões através destes negócios e, recentemente, a Omatapalo passou a ser a principal empresa de construção civil do país, estando, alegadamente, tudo preparado para a substituir a Niara Holding Limitada e a Boreal Investment Ltd, empresas detidas pela empresária Isabel dos Santos, filha do ex-Chefe de Estado José Eduardo dos Santos, na construção da Barragem Hidroelétrica de Caculo Cabaça.

Em 2019 a Omatapalo já beneficiou de três adjudicações e nenhuma delas foi por concurso público. A de maior valor terá sido a empreitada para a construção da circular do Lubango, em duas fases, atribuída em julho e avaliada em mais de 196 milhões de dólares (175.126.000 euros).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo