Angola: Encerramento do ano letivo antecipado devido à Covid-19

Ministério da Educação de Angola divulgou um decreto que antecipa o encerramento do ano letivo, devido ao aumento de casos de Covid-19 no país. Assim, as aulas terminarão a 30 de junho, um mês antes do previsto. 

“Os números da pandemia têm sido grandes e isso fez com que tivéssemos receios que o ano letivo não terminasse na data prevista, 30 de julho. Fomos obrigados a refazer o calendário por forma a não dar possibilidade de se suspender as aulas, uma vez que determinadas classes tiveram o seu início tarde, como é o caso do pré-escolar”, explicou o secretário de Estado para a Educação Pré-escolar e Ensino Primário, Pacheco Francisco. 

No decreto lê-se ainda que foi aprovada uma adenda ao Calendário Escolar Nacional reajustado, com as orientações metodológicas sobre a avaliação da aprendizagem. As atividades avaliativas das aprendizagens do ensino pré-escolar, primário e secundário começam a 24 de maio e deverão terminar a 30 de junho.  

Angola está a registar, desde finais de abril, uma grande subida de casos de Covid-19, com a circulação das variantes inglesa e sul-africana. Atualmente, atinge quase 400 casos por dia.  

Desde que a pandemia começou, o país registou um total de 29.405 casos positivos, 645 mortes e 25.187 recuperados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin