Angola: Ex-governador acusado de desviar mais de 200 milhões de kwanzas

O ex-governador da província da Huíla, João Marcelino Tchipingui, está a ser indiciado pelo crime de desviar mais de 200 milhões de kwanzas (cerca de 572.555 euros), avançou o “VOA Portugues”. O dinheiro desviado, que envolve ainda a detenção de dois empresários, iria servir para ser investido num projeto de criação de 22 laboratórios escolares, um objetivo que nunca passou do papel para a realidade.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou a existência deste processo, que se encontra em fase de instrução. Já na Huíla, o representante deste caso, Hernâni Beira Grande, recusou-se a adiantar mais detalhes à rádio pública local, por razões de segredo de justiça.

O ex-delegado das Finanças do Huambo, Sousa Dala, e também o ex-diretor do Gabinete Provincial da Educação da Huíla, Américo Chicoty, foram os dois empresários igualmente envolvidos neste caso, tendo sido detidos em agosto.

No entanto, João Marcelino Tchipingui continua a afirmar a sua inocência, tendo dito que tudo não passa de uma estratégia de gente mal-intencionada que só quer manchar o seu nome. “Quem está a falar disto tudo não é o povo, são pessoas com algumas intenções. Estão a disparar para uma imagem virtual, não é para mim”, disse o ex-governador da província da Huíla.

Os três arguidos estão ainda sob investigação devido a outros crimes, entre eles os de abuso de confiança, corrupção passiva, branqueamento de capitais e associação criminosa. O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na Huíla declarou que iria trabalhar no tratamento, celeridade e esclarecimento de todos os processos em investigação, principalmente naqueles relacionados com crimes violentos com recurso a armas de fogo, peculato e branqueamento de capitais, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

Angola: Moco diz que MPLA receia enfrentar Costa Júnior

O ex-primeiro-ministro angolano e militante do MPLA, Marcolino Moco, afirmou que o partido no poder, tal como o líder João…
Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

Moçambique quer fortalecer cooperação com STP na Educação

A Embaixadora de Moçambique em São Tomé e Príncipe, Osvalda Joana, partilhou a vontade do país que representa em reforçar…
Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

Cabo Verde: PAICV quer vencer as seis câmaras municipais de Santiago Norte em 2024

A presidente da Comissão Política Regional do PAICV em Santiago Norte, Carla Carvalho, afirmou que o “grande desafio” do mandato…
Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

Portugal pondera aumentar número de turmas para crianças ucranianas

O ministro da Educação em Portugal, Tiago Brandão Rodrigues, reafirmou nesta sexta-feira, 11 de março, que as escolas portuguesas estão preparadas…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin