Angola: Forças Armadas cerram fileiras contra instabilidade em Cabinda

O Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas, general Geraldo Sachipengo Nunda, disse em Cabinda que o exército vai reprimir qualquer açcão que provoque instabilidade em Cabinda.

Ao falar no final da 15ª. reunião anual de balanço das Forças Armadas Angolanas, este fim de semana, em Cabinda, o general incitou o comando da região militar a realizar todas as ações que visem garantir a estabilidade e a livre circulação de pessoas e bens no enclave.

As declarações do Chefe de Estado-Maior das Forças Armadas Angolanas surgem dias depois da FLEC/FAC ter anunciado o retorno a ações militares no enclave.

Esta posição não tem, todavia, o apoio da Frente Consensual Cabindesa que, através do seu secretário-geral, apelou a um diálogo entre todas as partes para a resolução do problema de Cabinda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Brasil: zero imposto

Brasil: zero imposto

Com vistas à eleição presidencial, Governo Federal zera imposto de importação no etanol e de alimentos básicosO governo federal anunciou…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin