Angola | Especial COVID-19

Angola: Governo comparticipa nos custos dos testes de Covid-19

O Governo angolano anunciou o sistema de comparticipação de custos para a realização de testes de Covid-19. Estes deverão ser feitos por quem queira circular internamente ou para o exterior, devido aos encargos significativos para o Estado. 

Um decreto executivo conjunto dos ministérios das Finanças e da Saúde, de 19 de outubro, partilha que o Governo precisa de reduzir os custos com os testes serológico rápido, serológico Elisa e de RT-PCR. 

É igualmente mencionado no documento que a comparticipação nos custos do novo coronavírus aplica-se a todos os cidadãos que, por iniciativa própria e para efeitos diversos, queiram saber o seu estado serológico. O mesmo serve igualmente para os laboratórios privados autorizados pelo Ministério da Saúde, que peçam ou remetam amostras para a efetuação dos testes junto dos órgãos do sistema público de saúde. 

Os cidadãos abrangidos pelas medidas de rastreio definidas pelas autoridades sanitárias e também aqueles que se encontrem em quarentena institucional e isolamento domiciliar determinados pelas autoridades sanitários ficam isentos da comparticipação dos testes. 

O Governo fixou então o valor de comparticipação para o teste serológico rápido de seis mil kwanzas (7,8 euros), para o teste serológico Elisa o valor de 20 mil kwanzas (26 euros) e para teste de RT-PCR de 75 mil kwanzas (98 euros).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo