Angola: Governo preocupado com aumento de homicídios

O Governo angolano manifestou a sua preocupação em relação ao aumento de homicídios com armas de fogo no país. Apesar de ter sido registada uma diminuição generalizada de crimes no país, subiram os casos de homicídio voluntário, muitos deles praticados com recurso a esse tipo de armas.

A informação foi avançada pelo ministro do Interior nesta terça-feira, 21 de setembro. Eugénio Laborinho apelou ao envolvimento das autoridades e da população no problema em questão.

As observações foram feitas no discurso proferido na abertura do Conselho Consultivo alargado, onde Laborinho apresentou os dados sobre a segurança pública referente ao primeiro semestre de 2021.

Segundo o governante, nos primeiros seis meses do ano em curso foi participado e registado um total de 33.518 crimes de natureza diversa. Este número representa menos 649 comparativamente ao mesmo período de 2020.

Do total de crimes houve a detenção de 22.694 cidadãos, menos 854 em comparação ao período anterior do ano passado. Segundo o ministro, esta diminuição representa o aumento dos níveis operacionais e de prontidão das forças policiais, além de um relativo acatamento das instruções policiais por parte dos cidadãos.

“A população precisa colaborar mais com as autoridades, porquanto a segurança pública começa em casa, na escola, no serviço, nas igrejas e nos espaços de lazer. Não podemos ser cúmplices de pessoas que fazem mal aos outros. É preciso denunciar e fiscalizar as denúncias que fazemos, para combatermos o crime de forma conjunta”, alertou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin