Angola: Governo quer registar 450 mil angolanos na diáspora para eleições

ministro da Administração do Território de Angola, Marcy Lopes, informou que o Governo quer um registo massivo da diáspora para as eleições gerais de 2022. O objetivo é registar 450 mil angolanos no estrangeiro. 

O Ministério da Justiça deseja “universalizar Bilhete de Identidade” no exterior. No entanto, existem entidades que  temem a exclusão, devido à demora do processo de registo. 

Para poderem votar nas eleições gerais, os angolanos que moram dentro e fora de Angola terão que estar cadastrados como eleitores. Para tal, deverão exercer o seu direito de voto próximo da sua residência e usar o cartão de munícipe. 

“Com a criação do Balcão Único de Atendimento ao Público, onde esse registo é feito, as pessoas recebem um cartão de munícipe, que é uma certificação de que o cidadão reside naquele município”, esclareceu o governante. 

O processo de registo eleitoral iniciado em Angola em setembro deverá ocorrer na diáspora entre janeiro e março de 2022. “O Ministério da Justiça está a criar condições para a universalização no exterior do Bilhete de Identidade. Deram-nos nota de que existem 12 postos fixos, que serão aumentados para 18”, acrescentou Marcy Lopes. 

“No exterior, quem tiver o Bilhete de Identidade vem à Embaixada ou ao Consulado onde tiver o posto e vai por via do seu bilhete dizer ao Estado onde é que ele está. Se está em Lisboa, no Porto, na Holanda ou na Inglaterra. E a referência é que ele vota no lugar em que reside”, sublinhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin