Angola

Angola: Grupo Parlamentar da UNITA diz que não recebe subsídios da AN há sete meses

(c) Adalberto Costa Júnior

O Grupo Parlamentar da UNITA afirmou que não tem recebido, desde fevereiro deste ano, o subsídio de 11 milhões de kwanzas (cerca de 27.026 euros) que deveria ser pago mensalmente pela Assembleia Nacional (AN).

A queixa foi feita pelo líder do Grupo Parlamentar, Adalberto Costa Júnior, durante uma conferência de imprensa convocada para lançar as VIII Jornadas Parlamentares do maior partido da oposição, cuja data é de 09 a 14 de setembro, nas províncias da Huíla e Cunene, sob o lema “Grupo Parlamentar da UNITA por uma cidadania participativa e governação transparente para desenvolver as comunidades”.

“Somos obrigados a pedir empréstimos para realizar jornadas parlamentares e deslocações dos deputados para realizar qualquer atividade”, declarou o político, tendo acrescentado que na AN não existem atrasos de pagamento e que este embaraço “é apenas para dificultar a fiscalização das ações do Executivo por parte da bancada parlamentar da UNITA”.

Durante a conferência, o dirigente manifestou ainda a preocupação da formação política em relação à tragédia no Sul do país, defendendo que “o Presidente da República deve declarar estado de emergência na região, onde milhares de pessoas enfrentam uma crise alimentar sem precedentes”, devido à seca.

Nas jornadas deverão ser abordados temas como o poder local como fator de inclusão e desenvolvimento das comunidades, a experiência do desenvolvimento das comunidades locais de Cabo Verde e pequenas iniciativas locais para mitigar a crise e fome no Sul de Angola.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo