Angola: Isabel dos Santos acusada de ataques informáticos contra imprensa portuguesa

A empresária angolana Isabel dos Santos, filha do ex-Presidente da República José Eduardo dos Santos, está a ser acusada em Portugal de arquitetar os ataques informáticos ocorridos recentemente em alguns órgãos de comunicação social de Lisboa, refere o “Correio da Kianda”. 

A acusação é atribuída a serviços secretos israelitas e já foi confirmada pela Embaixada angolana em Lisboa. Sabe-se também que a secreta, segundo a acusação, caracteriza os alegados ataques como uma tentativa de vingança da empresária angolana contra as empresas portuguesas de comunicação que tentam destruí-la, com as recorrentes notícias sobre os processos judiciais que a envolvem, tanto em Angola como em Portugal. 

Trata-se de uma informação expressa como a principal manchete do semanário “Tal & Qual”, que volta às bancas depois de um longo período desaparecido do público português. Esse semanário é conhecido por ter matérias de “investigação, dura e pura”, de acordo com uma nota do setor de Imprensa da Embaixada angolana em Portugal sobre o assunto. 

O ataque informático, indica a “Tal & Qual”, terá sido realizado pela empresa Black Cube, formada por ex-membros dos serviços de segurança de Israel e com a qual a Isabel dos Santos terá estabelecido uma relação profissional de trabalho, direta ou através da Lapusu Group, contratada para trabalhos menores. 

Entre as empresas citadas pelo jornal “Tal & Qual” encontra-se o grupo Cofina, proprietária da CMTV, Correio da Manhã e Jornal Negócios, e também a Impresa, dona da SIC e do Expresso. 

A empresária angolana terá contratado então a Black Cube, uma agência privada israelita de espionagem localizada em Tel Aviv, cidade de Israel, e com escritórios em Londres e Madrid. Esta terá conseguido gravar em segredo conversas de altas figuras da política angolana para provar que a suposta perseguição de que Isabel dos Santos é vítima é liderada pelo atual chefe de Estado angolano, João Lourenço.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…