Angola | Guiné-Bissau

Angola: João Lourenço afasta-se de homólogo da Guiné-Bissau

João Lourenço

O Presidente angolano, João Lourenço, está a ser interpretado em círculos diplomáticos como tendo “encurtado” contactos com o seu homólogo guineense, Umaro Sissoco Embaló. Tal ocorre devido a declarações proferidas por Embaló em março, que foram consideradas deselegantes contra Angola.

O desentendimento entre ambos terá acontecido depois de João Lourenço ter recebido a 26 de fevereiro, no Palácio Presidencial, em Luanda, o candidato derrotado das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, Domingos Simões Pereira. Este solicitou na altura que Angola fizesse um “permanente acompanhamento” do seu país.

 No mês seguinte, o autoproclamado Presidente da Guiné-Bissau, Sissoco Embaló, lançou publicamente duras críticas ao homólogo angolano. O governante acusou-o então de interferir nos assuntos internos do seu país e ainda de perseguir a família do ex-Presidente José Eduardo dos Santos.

Poucos dias depois, o presidente do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Domingos Simões Pereira, pediu desculpas ao povo angolano pela agressão e desrespeito do autoproclamado Presidente da Guiné-Bissau.

Atualmente, é atribuída ao chefe de Estado angolano a decisão de não enviar novamente o seu representante diplomático a Bissau. Há igualmente a intenção de transferi-lo para Singapura como Embaixador.

© e-Global Notícias em Português
2 Comentários

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo