Angola: João Lourenço assegura eleições em 2022

O Presidente de Angola, João Lourenço, garantiu que as eleições gerais vão ser realizadas em 2022, conforme está agendado. A confirmação contrariou assim os receios de alguns políticos da oposição, que diziam estar céticos sobre o sufrágio ocorrer na data prevista.

As declarações do chefe de Estado foram feitas aos jornalistas após uma visita às obras da futura sede da Comissão Nacional Eleitoral (CNE). João Lourenço aproveitou a ocasião para falar sobre dois temas da atualidade, nomeadamente as alegações de alguns políticos da oposição segundo as quais o debate sobre a possível nova divisão político-administrativa do país é um expediente encontrado pelo Executivo para adiar as eleições gerais do próximo ano e a polémica à volta da nomeação da nova Juíza Presidente do Tribunal Constitucional.

Para o governante, não faz qualquer sentido interligar a realização das eleições com a ideia de se modificar a estrutura administrativa do país, algo que ainda nem sequer se sabe quando acontecerá. “Se estamos a criar condições materiais para as eleições, é porque queremos e vamos realizá-las”, frisou.

Quanto à escolha da antiga secretária de Estado Laurinda Cardoso para dirigir o Tribunal Constitucional, o Presidente desafiou aqueles que criticam a decisão para que apontassem onde foi que o chefe de Estado desrespeitou a Constituição da República ou qualquer outra lei.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

O diário de Anne Frank regressa em 2023

O diário de Anne Frank regressa em 2023

Depois de uma temporada de 4 meses no Teatro da Trindade INATEL e com mais de 30 mil espectadores, o…
Angola: Consulado de Portugal abre agendamento para pedido de vistos

Angola: Consulado de Portugal abre agendamento para pedido de vistos

Consulado Geral de Portugal em Luanda anunciou a abertura, no próximo mês de fevereiro, de agendamento para pedido de vistos.…
Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

Timor-Leste: Menos de metade dos beneficiários receberam cesta básica

As autoridades timorenses distribuíram cestas básicas a menos de metade dos beneficiários previstos durante os primeiros seis meses de implementação…
Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

Cabo Verde: Governo fortalece cerco à criminalidade

A Assembleia Nacional de Cabo Verde aprovou na especialidade, por proposta do Governo, as novas alterações ao diploma que aperta…