Angola: João Lourenço assegura eleições gerais em 2022

O Presidente angolano, João Lourenço, garantiu neste sábado, 12 de setembro, a realização das eleições gerais em 2022. Segundo o próprio, o ciclo eleitoral estabelecido na Constituição de Angola será então cumprido.

O governante lembrou, em declarações à imprensa, que Angola realiza as eleições gerais a cada 5 anos. É através destas que é assim nomeado um novo Presidente da República e também deputados à Assembleia Nacional.

“O país entrou numa rotina em que, em cada 5 anos, faça sol ou chuva, haverá eleições gerais”, frisou.

João Lourenço foi igualmente questionado sobre a provável criação de uma Frente Patriótica, pela oposição política, para concorrer às próximas eleições gerais. Em resposta, afirmou que os partidos políticos estão no seu direito de “chamar os amigos e vizinhos” para ajudarem a derrotar o adversário.

Em relação ao adiamento das eleições autárquicas, que iriam ser efetuadas neste ano, voltou a dizer que o Conselho da República considerou não haver ainda condições para a realização das mesmas. Tal deve-se a algumas condições prévias não estarem totalmente finalizadas.

A título de exemplo, mencionou o registo eleitoral oficioso e o pacote legislativo autárquico, que estão por concluir.

O chefe de Estado sublinhou que “não há culpados” pelo adiamento do sufrágio. Tanto o Executivo como a Assembleia Nacional estão a trabalhar no sentido de reunir condições para que tal se realize, assegurou.

6 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Presidente do PRS pede ajuda a militantes para as eleições

Angola: Presidente do PRS pede ajuda a militantes para as eleições

O presidente do Partido de Renovação Social (PRS), Benedito Daniel, incentivou os militantes da formação política a serem porta-vozes nas…
Moçambique: Palma e Macomia alvos de novos ataques terroristas

Moçambique: Palma e Macomia alvos de novos ataques terroristas

Os distritos de Palma e Macomia, localizados na província moçambicana de Cabo Delgado, foram novamente alvos de ataque.  Segundo a…
Ucrânia: Maioria do povo é contra ceder territórios à Rússia

Ucrânia: Maioria do povo é contra ceder territórios à Rússia

São 82% os ucranianos que não querem ceder territórios do seu país em troca de um acordo de paz com…
Cabo Verde: Delegação da Federação Internacional do Planeamento Familiar faz visita ao país pela primeira vez

Cabo Verde: Delegação da Federação Internacional do Planeamento Familiar faz visita ao país pela primeira vez

A delegação da Federação Internacional do Planeamento Familiar, IPPF, integrada pela Presidente, Kate Gilmore, e pela Diretora Regional da IPPF,…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin