Angola: João Lourenço critica vandalização de bens nas manifestações

chefe de Estado de Angola negou nesta quinta-feira, 17 de dezembro, informações sobre as autoridades terem proibido a realização de manifestações. João Lourenço aproveitou a ocasião para condenar a vandalização de bens públicos e privados levada a cabo por alguns manifestantes. 

“Passa-se muitas vezes a informação tendenciosamente deturpada de que as autoridades angolanas proibiram as manifestações, algo que é absolutamente falso, porque com as limitações da Covid-19, o que o Executivo fez, no âmbito das suas responsabilidades, foi limitar o número de pessoas em ajuntamentos na via pública”, explicou. 

No discurso realizado num encontro com as chefias das forças militares e policiais, na qualidade de Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, o governante lembrou que o país assistiu “com indignação o ultraje e a profanação da figura de Agostinho Neto, pai da Nação, cometido por alguns jovens manifestantes”. 

“Essa atitude em nada dignifica a juventude angolana, que ao longo da nossa história deu provas de boa educação, de respeito pelos símbolos nacionais e figuras históricas. Deu provas de patriotismo”frisou. 

“Não há necessidade de vandalização de bens públicos ou privados, não há necessidade de agressão física ou verbal contra as autoridades, contra cidadãos ou contra jornalistas de órgãos que aparentemente não apoiem a realização das manifestações”observou. 

Para o Presidente da Repúblicadestruir bens públicos ou privados, ultrajar, ofender ou ameaçar de morte, não importa quem, não é manifestar e “são actos condensáveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Renamo comenta "invenção da Frelimo" sobre Junta Militar

Moçambique: Renamo comenta "invenção da Frelimo" sobre Junta Militar

O secretário-geral da Renamo, André Mangibire, afirmou à “STV” que duvida da existência de um novo líder da Junta Militar…
Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

Timor-Leste: Candidatos presidenciais assinam pacto da unidade nacional

A maioria dos candidatos presidenciais assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pacto da unidade nacional. O objetivo é assegurar a…
Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Já estão abertas as inscrições para uma formação gratuita em Marketing Digital na ilha da Brava, avança “A Nação”. Esta…
Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin